sexta-feira, 25 de abril de 2008

Há! Eu sobrevivi a mais uma sexta-feira na Ete! E consegui ver Cachoeira de cima mais uma vez. E dessa vez, sem Simone pra me levar! E como foi bom. Tá que a gente foi com um propósito, e tá que deu em outro, mas... sabe aquele negócio de "não confie nas pessoas até que conheça pelo menos um pouco da sua infância". Não pretendo explicar mais do que eu deveria entender... A vida é realmente uma caixinha de surpresas..
Voltei de catajecaaaaaaaaaaaa huasdhusahu . Claro, claro, porque sr. Thiago fez o favor de ir pra Piquete e me deixar aqui sozinha e SEM PASSE. Peguei mais um com a Daiê na ida e me deixei levar pelas feições quase desesperadoras de criança da Amanda. Claro e foi assim que ela me convenceu a ir ao churrasco também! Eu? Churrasco? Oh céus! Eu estou quase desistindo já!
Hoje eu me perdi em Cachoeira, hoje eu me descobri querendo morrer, hoje eu me vi aquela criança de 10 anos atras que sofria com coisas absurdas. Hoje eu vi na minha frente alguém que cresceu não porque quis, mas porque foi obrigada a crescer. E pensar que eu passo horas na frente do espelho chingando uns defeitos e outros... De repente quero acordar pra vida e só ver o que me interessa. Será que eu posso?
Humpf.
Voltei de catajeca, de pé! Quase morrendo pra me manter firme sem me segurar. Quase morrendo só pra manter meu estômago no lugar!!! Observando as pessoas, os babados e imaginando em como terminaria a minha noite que estava tão boa. Imaginei demais!
Amanhã tem churrasco e eu nem sei se eu vou ser acapaz de levantar da minha cama! E se eu for capaz de fazer isso a tempo, sabe-se lá Deus se meu pai me permitirá sair de casa. ¬¬ Isso não é vida!



Não dá mais.
Amanda você tem que ler essa conversa.
Mais de uma da manhã e eu aqui.
bah... são só palavras

Nenhum comentário: