quinta-feira, 31 de julho de 2008

Caindo..

Eu passaria a noite inteira digitando o que vem se passando na minha head nos últimos dias... Mas acredito que meu pai não permitiria ¬¬.
Eu pretendo voltar a postar centenas de linhas falando sobre tudo e mais um pouco... não agora. Em breve, assim que eu tiver uma tarde livre, e acredite: não é tão fácil assim!
Eu não tô aquelas coisas... claaaaro, porque quando tudo vai bem, a gente arruma alguma coisa pra por defeito!

Lágrimasescondidasepensamentosquenãolevamalugarnenhum.
São só alguns dias...

sábado, 26 de julho de 2008

O texto que me fez chorar...

Quem não tem namorado é alguém que tirou férias remuneradas de si mesmo. Namorado é a mais difícil das conquistas. Difícil porque namorado de verdade é muito raro. Necessita de adivinhação, de pele, saliva, lágrima, nuvem, quindim, brisa ou filosofia. Paquera, gabira, flerte, caso, transa, envolvimento, até paixão é fácil. Mas namorado mesmo é muito difícil.
Namorado não precisa ser o mais bonito, mas ser aquele a quem se quer proteger e quando se chega ao lado dele a gente treme, sua frio, e quase desmaia pedindo proteção. A proteção dele não precisa ser parruda ou bandoleira: basta um olhar de compreensão ou mesmo de aflição.
Quem não tem namorado não é quem não tem amor: é quem não sabe o gosto de namorar. Se você tem três pretendentes, dois paqueras, um envolvimento, dois amantes e um esposo; mesmo assim pode não ter nenhum namorado. Não tem namorado quem não sabe o gosto da chuva, cinema, sessão das duas, medo do pai, sanduíche da padaria ou drible no trabalho.
Não tem namorado quem transa sem carinho, quem se acaricia sem vontade de virar lagartixa e quem ama sem alegria.
Não tem namorado quem faz pactos de amor apenas com a infelicidade. Namorar é fazer pactos com a felicidade, ainda que rápida, escondida, fugidia ou impossível de curar.
Não tem namorado quem não sabe dar o valor de mãos dadas, de carinho escondido na hora que passa o filme, da flor catada no muro e entregue de repente, de poesia de Fernando Pessoa, Vinícius de Moraes ou Chico Buarque, lida bem devagar, de gargalhada quando fala junto ou descobre a meia rasgada, de ânsia enorme de viajar junto para a Escócia, ou mesmo de metrô, bonde, nuvem, cavalo, tapete mágico ou foguete interplanetário.
Não tem namorado quem não gosta de dormir, fazer sesta abraçado, fazer compra junto. Não tem namorado quem não gosta de falar do próprio amor nem de ficar horas e horas olhando o mistério do outro dentro dos olhos dele; abobalhados de alegria pela lucidez do amor.
Não tem namorado quem não redescobre a criança e a do amado e vai com ela a parques, fliperamas, beira d'água, show do Milton Nascimento, bosques enluarados, ruas de sonhos ou musical da Metro.
Não tem namorado quem não tem música secreta com ele, quem não dedica livros, quem não recorta artigos, quem não se chateia com o fato de seu bem ser paquerado. Não tem namorado quem ama sem gostar; quem gosta sem curtir quem curte sem aprofundar. Não tem namorado quem nunca sentiu o gosto de ser lembrado de repente no fim de semana, na madrugada ou meio-dia do dia de sol em plena praia cheia de rivais.
Não tem namorado quem ama sem se dedicar, quem namora sem brincar, quem vive cheio de obrigações; quem faz sexo sem esperar o outro ir junto com ele.
Não tem namorado que confunde solidão com ficar sozinho e em paz. Não tem namorado quem não fala sozinho, não ri de si mesmo e quem tem medo de ser afetivo.
Se você não tem namorado porque não descobriu que o amor é alegre e você vive pesando 200Kg de grilos e de medos. Ponha a saia mais leve, aquela de chita, e passeie de mãos dadas com o ar. Enfeite-se com margaridas e ternuras e escove a alma com leves fricções de esperança. De alma escovada e coração estouvado, saia do quintal de si mesma e descubra o próprio jardim.
Acorde com gosto de caqui e sorria lírios para quem passe debaixo de sua janela. Ponha intenção de quermesse em seus olhos e beba licor de contos de fada. Ande como se o chão estivesse repleto de sons de flauta e do céu descesse uma névoa de borboletas, cada qual trazendo uma pérola falante a dizer frases sutis e palavras de galanteio.
Se você não tem namorado é porque não enlouqueceu aquele pouquinho necessário para fazer a vida parar e, de repente, parecer que faz sentido.

Artur da Távola

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Nexo

Entre uns e outros
Alguns e nada
Pode ser que apareça uma dose de paCiÊnciA
Pra que eu consiga ir até o fim.

sexta-feira, 18 de julho de 2008

Há!

AdoreiI!!
Uma semana em Caraguá, garotas de biquini, um monte de gente pra bejá...
Eu também não me importo!
Não nos importamos!
Ahaza pessoa, segunda estaremos tooodos na Ete once again.
\o/

quinta-feira, 17 de julho de 2008

... Todos estamos bem então!
E a DaNNy passou na ETE..
E EU passei de módulo..
Nem tem como não estar bem.
Aliás, eu tou pirando sem escola.
PIRANDO!
Saudade da correria, saudade de falar da vida alheia [2].
hauahuahauahauha
Tou bem, é tou bem.
Ela nem é tão bonita. É velha e se acha.
Além do mais, eu não me importo.

bjO.

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Tarde da noite.

Meia noite e pouco! (ai que emoção não preciso falar a hora porque agora sei mudar!) Msn's da vida e falta do que fazer...Sabe né? Músicas com letras que dizem mais do que eu preciso ouvir e o pote de bala da minha irmã bem de baixo do meu nariz; acredito que ela não precisa saber que eu peguei uns chiclets Oo.
Faz tempo que eu não posto né? Motivos justos acredite!
E quando eu entro pra postar não tenho nada de interessante a dizer¬¬. Que vida! Tô cansada de não fazer nada, de ficar sem escola, de ficar sem professores... Vi a Jane hoje! Senti saudade das aulas dela! Olha só o que as férias fazem comigo!!! Eu tô com saudade da JANE! Vai ver é saudade de ter o que fazer, com quem conversar, pessoas pra olhar e vidas pra comentar (que vergonha)!
...Superficial? Claro! Ainda não me acostumei com a idéia ok! Ahh eu devo estar bem! Passei pela TPM, pelo aniversário da Jéssica, por interrogatórios do meu pai, falta de atenção da Amanda, volta da minha mãe, Jogos Mortais3, confissões no meio da madrugada e por todo o frio que vem fazendo à noite! Eu tô bem... mesmo!




















Só um trecho...
"Eu sei que esses detalhes vão sumir na longa estrada
do tempo que transforma todo amor em quase nada
mas quase também é mais um detalhe
um grande amor não vai morrer assim
por isso, de vez em quando você vai
vai lembrar de mim"

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Quarta-Feira de Cinzas ¬¬

Tá, eu sei que já passou da meia noite mas eu tenho que contar meu feriado! E preciso contar antes que as minhas pernas parem de doer e a minha memória esqueça de detalhes pequenos que me fizeram tão bem essa noite.
Começa que hoje foi aniversário do Skky, melhor amigo do Pedro (meu namorado). Foi um churrasco numa chácara ai da vida! Sabe, bebidas o dia todo, sabe-se lá Deus o que tinha pra comer, um onte de gente desconhecida porque foi festa aberta, tudo aquilo que eu não gosto! Pra falar a verdade detesto ambientes em que não conheço muito as pessoas, ou então que o nivel de intimidade seja tão baixo assim. Não me agrada! Não me sinto à vontade, não sei! Sei que ele passou um mês tentando me convencer, de todas as maneiras possíveis, em ir ao bendito churrasco com ele, e eu, é claro, firme na minha decisão. Nuuuunca que eu iria! Nem por namorado, nem por quem quer que fosse! Eu ia passar o feriado em casa, fazendo nada, assistindo televisão, sem sofrer nem um pouco com o fato de que ele estaria bebendo litros e mais litros de qualquer coisa com o teor de álcool absurdamente elevado! Engano meu.
Era uma e alguma coisa da tarde quando o Rudson passou aqui me chamando pra ir à casa da Paula (que mora longe!) fazer uma visitinha assim.. como quem não quer nada. Believe: eu não pensei nem duas vezes antes de responder sim! E fomos nós felizes e contentes pela Madame Curie o resto da vida! Andei, andei, andeiiiii forever naquela rua até chegar a casa da Paulinha que mora ali.. do lado da Dutra! O caminho foi até fácil na ida.. sabe né, conversando, brincando, rindo e isso e aquilo; cheguei cansada, porém viva! Quando eu acreditei que tinha acabado, Paula resolve ir a casa da Amanda e o pior de tudo: EU CONCORDEI. Assim de bom humor e tudo mais! Não que ir a casa da Manda seja um tormento. Nunca! Mas venhamos e convenhamos, eu teria de atravessar a cidade, e depois teria de voltar pra casa! Enfim, como nos feriados nossa mente fica em choque pelas porcarias que passam na TV, eu fiquei lá deitada à sombra, tomando litros d'água e AS (aqueles comprimidinhos pra gripe que criança toma) enquanto ela colocava um tênis pra longa jornada. Ahh a vida daí pra frente foi só andar! Andei, andei, andei pra sempre na 7 de Setembro até a casa da Amanda, que por sinal, é quase do lado de onde estava sendo o churrasco. Então imagina só a minha situação: o povo tenta de todas as maneiras, sem sucesso, me convencer em ir ao bendito aniversário, mas o Rudson aparece em casa e eu saio de livre e espontânea vontade e me desloco até à casa da Amanda que é ali do lado...
Enfim chegamos lá e foi A DIFICULDADE tirar a Amanda de casa! Tá que o cabelo dela estava sujo, o meu também estava, o do Ruh também.. a Paula só estava sem escova.. nada que afetasse a vida daquele cabelo liso dela! Depois de meia hora suada, ENFIM fomos nós! Pra onde? Pra casa da Paula de novo! Meu DEUSSSSSS!!!!! Minhas pernas estavam sofrendo já quando entramos na 7 de setembro mais uma vez e andamos mais uma eternidade. Casa da Paula, um pacote de bolacha detonado em minutos, fotos no parquinho, risadas³²¹²³¹²³¹²³²¹³²³¹²³¹³²³¹²³²¹²³²¹ !!! Mas quem disse que acabou??? A srta. Amanda resolve comer algo na cidade, claro que eu , uma menina ocupada, tinha compromisso. Então eles que me esperassem! Depois de andar de novo a Madame Curie INTEIRA, cheguei em casa e descobri que não ia ter que sair com o povo da crisma, ou seja, 5 minutos de pausa e depois vamos nós de novo andar! Opa, Serve Quente! Comemos um Pastel ENORME, que matou toda a minha fome! E tinha mais!!! Depois de sair dali, Manda e eu (burro vem na frente =P) tomamos 400ml de Açaí com Leite condensado e Morangos, e Ruh tomou sorvete! Claro que a Amanda tinha que deixar a marquinha dela... ela perdeu o dinheiro ¬¬. Ficamos Ruh e eu, ali, sentados, olhando a vida, comentando das pessoas, esperando ela ir buscar dim dim, porque nossa pobreza não nos permite abrir a carteira (qual?) e ajudar na conta! Passou todo mundo que não poderia passar ali! E é claro que o povo ADORA comentar sobre a vida alheia, eu também gosto, dessa vez eu fui comentada!
Depois de chocolates, açaís, sorvetes, pastéis e fantas, fomos levar a Amanda na casa dela! Tadinha da minha perna... andava sozinha já... nem sentia mais nada! No caminho da casa da Manda eu quase morri de tanto rir... Levando-se em conta os caras que passavam invejando o lugar do Ruh entre uma Ruiva e uma Morena, e os comentários básicos que chocavam... (abafa!) Ruh foi fazer PLOFT! na parede, não calculou a distância nem a força e foi com mais impacto do que pretendia, resumindo: deu uma trombada na parede que deixou ele mancando e reclamando de dor. Eu ajoelhei pra rir, achei que fosse ter um filho ali! Depois estavamos comentando sobre o feriado, sabe, perguntando feriado do que era; e a santa inteligência ligou os fatos mais rápido que o cérebro podia aguentar. Claro, hoje é feriado? Quarta feira? AHHH QUARTA DE CINZAS!!!! Oo, Pai, perdoai!
Levamos a Amanda até a casa dela, e depois ficamos no portão... conversando sobre o futuro que assusta tanto...E eu notei que não vou ter 17 anos pra vida toda. É realmente preocupante! Foi meia hora pra falar sério sobre o que tá tão perto e a gente queria que estivesse um pouco mais distante... Sei lá. Sei que depois quase morremos, Ruh e eu, na volta pra casa de tanto frio! Nada que nos impeça de descer o morro do quartel correndo e quase chegar lá em baixo rolando! 11 em ponto na porta de casa! Conversas perdidas pelos minutos que meu pai me cedeu antes de , com a maior grosseria, me mandar entrar. E mais coisas de infância... e mais histórias antigas... e mais um tempo com essas pessoas...
Adoraria mais feriados assim...
Porque embora eu não sinta as minhas pernas... Foi bom rir até a barriga doer, ou andar até as pernas cansarem, ou comer até parecer uma grávida!

Obrigada Amanda, Paula e Rudson... =P
Vou ficar esperando por outras "quartas-feira de cinzas" pra poder esquecer do mundo, e poder rir das coisas boas da vida...
Boa noite!







PS: EU CONSEGUI MUDAR A HORA DO BLOGGER!!!!!

domingo, 6 de julho de 2008

Fim do dia...

Mãe e irmã em Crz. e Pai trabalhando... Ele deve estar pra chegar mas não vai mudar o fato de que passarei minha semana praticamente sozinha..
Depois de tarde com namorado. Tô eu aqui imaginando se meu posto tá ameaçado...
Eu ainda espero a eternidade...
Pai chegou, hora de sair.

Acessos de raiva à parte...

Agora não é hora pra falsidades, embora cada centímetro de mim se sinta sendento por informações... No fim, a mentira faz tanto mal que me dá náuseas.
E antes que eu me esqueça disso:
Você é ridículo, e sua displiscência me faz rir!

bjO.

E os babados afloram mais;

Credo!
Pessoas duvidando da masculinidade do meu Paulety!
Acho que é melhor parar de chamar ele assim então... Paulety, Paulety! Parece uma Biba mesmo, né?
Tadinho do meu menino-homem do abraço apertado e o beijo bom pra burro. Tadinho... Tá que estamos meio "brigados", mas não, essa não é a palavra certa.. Eu não consigo brigar com ele.. É uma frustração.
Me mandou um e-mail lindo e grande me dizendo o quanto eu sou importante e o quanto se sentiu mal pelo que aconteceu nesse último dia de aula na ETE... Me senti compelida a responder, como me pedia o próprio mail, mas... Sei lá, ando me sentindo meio culpada por muitas coisas e por todos esses babados acontecendo aí na minha volta, sendo que é tão difícil me manter imparcial quanto ao Paulo... tão difícil.
E antes que eu me esqueça, toquem Chão de Giz com Elba e Zé Ramalho quando eu morrer! Por favor, por favor!
Ai, ai, tou aqui nas malditas páginas azuis do orkut... E acabei de encontrar a minha ex-melhor amiga... Deus, como as coisas mudam! Ela é uma funkeira agora! Você sabe o que isso significaria à 5 anos pra mim? Que trágico.
Tudo bem, ela tá tão feia agora, as orelhas protuberaram e as fotos mais bonitas parecem o Alf o ETeimoso de touquinha.
Estranho.
ELE nem sequer me mandou um e-mail esse FDS! Que ódio!
Que ódio!
O MSN tá chato, a vida tá tediosa, nadica pra se fazer a não ser morrer de tédio como hamsters.
Droga.
Droga.
Droga.
De repente mais tarde eu volto... Claro, se a rodinha não estiver mais legal.

BjO.

sábado, 5 de julho de 2008

Perdida em pensamentos...

Não tem absolutamente NADA pra fazer! Nem sei se a Peste vem me tirar dessa depressão que é a internet. Um vício que me consoooome! Ai eu fico aqui procurando músicas, lendo bobeiras, submersa em Orkut's e Msn's. Tô procurando as músicas que eu vou por no vídeo do meu pai. Mais um que vai entrar pra lista "Eu tenho um vídeo!". Ahhh e se ele for pro Rio e meu abraço não diga o que eu quero dizer? E se eu não tiver forças pra expressar??? Vou ver ele de 15 em 15 dias só e, acredite, faz diferença!
"Pai!
Você foi meu herói meu bandido
Hoje é mais
Muito mais que um amigo
Nem você nem ninguém tá sozinho
Você faz parte desse caminho
Que hoje eu sigo em paz"

Não vou conseguir falar com todas as letras que nesses 17 anos, ele foi o meu tipo errado de exemplo certo... Depois eu penso no vídeo.

F.É.R.I.A.S.!.
Finalmente! Não aguentava mais nenhuma escola! E confesso que cagay de medo de não passar de módulo! Carregar DP, qualquer coisa! Ahh me aguarde semestre que vem! NEVER MORE eu permitirei que a minha frequência caia tanto e as minhas notas fiquem tão próximas do vermelho! A Ete deu trabalho nesse semestre! Não sei se foi a Ete que me deu trabalho, ou se eu que dei trabalho à Ete. Quantas aulas matadas, quantos lanches, açaís, motos, morros, beijos proibidos, e tantas outras coisas não aconteceram! E as aulas de OSA que eu nunca assisti... as de IMC depois do intervalo que me forçavam a voltar pra casa por pura preguiça! E as lágrimas nos banheiros... na sala... no pátio. Os chocolates que eu ganhei... os abraços que eu dei... os olhares que não disfarcei... as loucuras que cometi. Não sei se são Mais 6 meses, ou menos 6. Parece que tá ficando tudo pra trás sabe? Fechei o semestre e junto com ele já deixei coisa pra trás! Deixei meus 16 anos, deixei minha solteirice =P, deixei meu Tigre, deixei uma ponta da minha esperança de ser gente, deixei meu pai ir embora... só não deixei meu medo de cair no mundo, não deixei minha irresponsabilidade, meu olhar de menina, minha vontade de não crescer, não deixei meu amor pelo impossível nem o carinho pelo incerto... Não consegui deixar as palavras que machucaram e muito menos aquelas que me levaram ao céu. Não deixei pra trás ainda a imensa vontade de fazer com que o mundo pare só um pouquinho pra eu pensar em tudo isso.
Tá cada vez mais forte a sensação de perda... faltam só 6 meses! SÓ SEIS MESES!!! Entende??? Eu tenho só esse tempo com eles... E no fim vou eu me jogar na estrada de novo e perder toda a minha segurança de amigos de tempos... Vou pra onde agora? Pro Rio, pra Campinas, pra Crz? Sei lá! Sei lá como lidar com isso! Parece que todas as outras vezes que eu fui obrigada a ir embora sem sequer olhar pra trás não serviram de nada! Porque parece que agora vai ser muito pior... Pela primeira vez eu posso dizer que eu deixei marcas aqui. E que eu tô carregando um monte de gente dentro de mim. Detesto sofrer antes da hora mas me diz como não sofrer quando o Fim que parecia tão ridiculamente irreal agora tá assombrando meus dias apontando o último semestre como última chance de fazer e falar e viver tudo o que eu puder... depois disso... só Deus dirá o que o tempo vai fazer com as nossas lembranças.
Aff chega dessa dramatização toda! Passe na Ete e fechei o bimestre no GP com notas azuis (será?). Agora tô curtindo Tédio na frente do computador cerca de 15 horas por dia! O resto do tempo eu durmo! Não que eu não tenha o que fazer.. é só que EU NÃO TENHO O QUE FAZER! Que Bartzinho querido não me ouça falando isso... ahh fazer o quê se ele mora lá no outro canto da cidade e passa o tempo todo treinando, jogando, e isso e aquilo! Não que eu esteja reclamando do tempo que meu namorado NÃO tem pra mim... que isso! Tô agradecendo por ter um. Mas nem sempre dá pra ser a menina certinha que entende tudo! Hoje fazem 3 dias que eu não vejo ele! Eu, dando pitti? NUNCA! Passo a maior parte do meu tempo com o Rudson! Ele não faz nada o dia todo como eu, então! Vamos na farmácia, no supermercado, na lotérica, na esquina, no portão... tamô aê pro que precisar! E a cada dia que passa é mais força na amizade... espero que não vejam com outros olhos... Porque a gente tá fazendo o que pode pra mostrar que entre a gente não há mais nada além dessa amizade.
E o meu namoro. Ai meu namoro! Meu Deus o que eu vou fazer com o sr. Pedro Victor?! Esse menino vai me dar trabalho! Ah se vai... mas tá tão gostoso estar com ele =). Verdade mesmo! Tô me encantando com palavras, músicas, conversas e loucuras :X . E ele vai me conquistando com o jeito de quem não espera nada. Que sabe o que fala, como fala, quando fala, onde toca, quando olha, quando liga, como brinca... como me quer... Vai ver foi todo o tempo que eu fiquei sem todo esse carinho... Agora o fato dele não ligar pra avisar que não vem me faz chorar na frente do Pc de saudade. Aff!
Minha tia tá pra chegar de Campinas amanhã!! E que Deus perdoe meu interesse absurdo no que ela tá trazendo pra mim... mas fazer o que se ela passou a acostumar a gente assim? Não liga, não dá sinal e nem pergunta como tá a vida aqui. Quando vem, sempre traz alguma coisa... e esse alguma coisa é sempre tãããooo esperada... Oo
Abafa

Eu chorei! EU CHOREI PORQUE ELE DISSE QUE IA VIAJAR! Não tô acreditando. Juro que não tô..
Aff.. vô lá secar o rosto..
Que merda! Que que tá acontecendo comigo?!!!!

há!

"...tudo na vida é uma questão de sorte, genes e boa comunicação."
Tudo bem, vamos todos pensar sobre isso, Alê.

oi.

Puxa.. abandonei por aqui.. e nunca, NUNCA o BLOG vai acabar não, viu, sua coisinha? Não escuta a Tia Carol não, viu, Mundex? Ela é louca! Só porque dá uns pitízinhos antes de atravessar a ponte do Paraíba e dá meia-volta e diz "pra mim chega!" não quer dizer que paramos por aqui... Claro, pitís da Tia Carol e TPMs da Tia Amanda à parte, a vida anda um caos!!! Quero dizer, em sentidos práticos sim, em específicos não! Perdi a Courtney de novo (o meu aparelho ortodôntico roxo com estrelinhas no acrílico) e dessa vez não faço idéia de onde eu deixei. Seria o 2° perdido.. e o pior é que dessa vez eu acho que é perdido mesmo! Acho que ele era uma vez no ônibus... Eu acho.
Ontem foi aniversário DELE... E anteontem ELA foi lá.. é, ela.. Deus sabe o quanto fui forte ao ver aqueles dois se abraçando e ela chamando ele de "Coração"! Coração! Ah, francamente!.. Coração! Vá chamar o namorado dela de Coração! Aliás, ele é bem bonitão, viu, não é feio não, tem a maior pinta...
O caso é que o ódio me foi a ponto de transbordar.. bom, eu digo ódio, mas uma coisa totalmente consciente me diz que é ciúmes.. claro, eu ignoro essa coisa.
É ódio mesmo!
Sabe quando você quer simplesmente cavar um buraco no piso pra não ver aquilo? Foi como se a vida me jogasse na cara o círculo vicioso que ELE está criando e eu fazendo parte, consentindo, aceitando.
Gosto dela, gosto mesmo, mas odiei aquilo, odiei vê-la e ver que ainda existem sorrisinhos atravessados e assuntos a serem conversados entre eles. Foi ruim, foi péssimo aquilo... E muito embora eu tenha sustentado um sorrisinho meia-boca no rosto por tempo o suficiente pra ser simpática, o mundo inteiro veria que eu não estava exatamente feliz com aquilo...
Talvez ELE não tenha visto. Ele nunca vê muito além dos meus sorrisos mesmo.. Nunca consegue entender o que querem dizer de verdade.
Que droga.
Que droga! É ciúmes!
ELE vai embora um dia, e por favor, Mundex, não me deixe cair fundo demais se for muito em breve... Por favor.
uy! Que vida! A minha mãe, como sempre, arasando a minha vida por aqui... Cochichando com o JR., fazendo sei lá eu que tipos de comentários... eu já me acostumei, acredite. ELA tá no MSN, com o nick "Prova da EEAR chegando se Deus quiser é nóis lá...". Meu Deus, eu acho que não sou mais do bem... Nem te conto o tipo de sentimentos horríveis que tenho em relação à ela agora.. Mas por favor não pense que é definitivo. É só nesse minuto. E passará.
O meu ciúme me impede de sair daqui porque simplesmente pretendo não deixá-lo sozinho com ela. E ELE nem sequer tá ONline!
Ai, Amanda, acorda!
Mas é que.. ai, mas é que nada!Tou bem! Estamos bem!
Pensemos em coelhinhos!
Tudo bem!
Acho que vou ler... não, não, nã.
Vou ficar por aqui, vendo a vida passar com tão pouca graça, tão poucas cores.
Alessandra! É claro, vou ver o amarula que nem é mais amarula.

BjO.
Volto se o tédio tomar conta!

sexta-feira, 4 de julho de 2008

O blog vai acabar?
É uma pergunta sim. É que ninguém posta... só queria saber...

É emocionante quando jogam na tua cara coisas que você não fez...
Mas eu sei que cada dia que eu fui naquela escola... foi pensando que teria um cabelo vermelho próximo ao meu no espelho...
Pena que ela não acredita.


Té mundex.. té!

terça-feira, 1 de julho de 2008

Despedidas

Não aprendi ainda a não olhar pra trás...
Não aprendi a não sentir as perdas...

Acho que não tô preparada pra mais despedidas...