sexta-feira, 29 de agosto de 2008

always.

"Por você faria isso mil vezes..."
...
mil vezes...

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Maybe too late.

De qualquer forma, as coisas não estão mais no lugar.

E eu simplesmente não consigo acreditar que alguém possa se deixar virar a cabeça por alguém que conheceu há uns 2 meses. Juro que não. Sabe quando você se decepciona ao ponto máximo com alguém? Bom, nada será como antes. Porque se o Rudson acha que eu voltaria atrás a partir de agora, bom... eu não voltarei. Isso é RIDÍCULO!!! "Confiar em mim?"... Céus! E quanto ao outro lado da história? Francamente. Tenho coisas mais importantes pra pensar.

Acho que estou entrando em crise de novo com ELE. É, again.

Eu tento me segurar, Deus sabe o quanto eu tento... Mas é sério: não dá não.

Sabe quando você sente que não tem mais nada a ser feito? E ELE não faz NADA pra eu me convencer de que ainda tem mais coisas pra gente. Acho que ele acha que não tem também.

Me peguei com nojo esses dias. Foi quando ela ligou. Não queria ter que encostar nele, quanto mais beijar.

Ai, eu não sei. Acho que já deu. Acho que vou terminar com isso em breve, assim que me sentir com os pés no chão de novo. Mas dessa vez tem que ser definitivo, porque tanto eu quanto ele (eu tenho certeza) já nos cansamos desse vai-e-volta que eu sempre provoco.

Acaba comigo pensar no extenso passado dele... mesmo. Me deixa no chão. Claro, eu não fui nenhuma santa (nem sou também), mas nem me comparo com as coisas debaixo dos panos dele.

Li que saudade também acaba... fiquei feliz. E triste. É como eu guardo as pessoas.

... Enquanto ELE leva as cores, eu espero que volte com o fogo de antes e diga que tudo vai ficar bem... e que ELE me ama também.

Mas aí eu abro os olhos e ele está lá. Ocupado com aqueles celulares, abafando os risinhos e dizendo que me adora.. em resposta ao meu "eu te amo"...

Talvez, apenas não valha a pena. E ELE não faz nada pra que valha.

Estou dizendo adeus, e não, eu NÃO vou ligar.



;)



Tudo que vai deixa um gosto.

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

"Cuidar bem dele"?
Mas eu cuido, não cuido?!
Droga, por que ela tem que ser tão legal?
O pior é que eu não consigo não gostar dela e desejar que ela fique longe.
Ela É uma ÓTIMA pessoa, o que me faz sentir desmotivada a continuar com meus planos de "Azar! Ele teve 500 namoradas? Eu sou a melhor delas, mesmo não sendo uma delas!".. eu sei lá.. Tentei ficar light esses dias, curar minhas crises sozinha.. Mas acredite: É DIFÍCIL! Vontade é de gritar com ele, dizer que não sou isso.. Dizer que acho que isso não tá funcionando.. Mas está.
Eu disse "eu te amo" pra ele.. e soou verdadeiro pra mim. Não, ele não me ama... Estou presa à isso e não consigo me soltar. Gostaria que ele me amasse também... mas isso não dói tanto quanto parece.
Enquanto isso, o Lucas.. ah, o Lucas..
Esse nome que me persegue, aquele rosto de anjo e educação ímpar... o jeito de criança, a postura de criança... e o rosto de anjo.. que que eu faço, meu Deus?!
Ando com saudade dos rostos de anjos... como eu poderia dizer não? Ser indiferente?
Acho que não consigo me perdoar. Mas ainda assim, foi como se não fizesse diferença..
Ele me deixou entrar primeiro, ele disse que eu estava linda.. De onde surgiu esse garoto? E me diz, por que raios ele se interessou por mim assim? Danadinha da Danny! Céus... Acho que tanto tempo com um cara maduro, me fez esquecer as maravilhas da paixão adolescente.. do frio na barriga, das náuseas que eu sentia..
Eu apenas não sei.
E todo mundo que chega me fala o quanto ele é lindo, e o cabelo é lindo e loiro... e LISO! Sim! Liso, maior que o meu.. LINDO.
Sabe-se lá de onde ele apareceu.
Carol faltou ontem. Hoje tem prova do Ronaldo. Eu tou perdida.. Mas não importa.
Tudo anda bem.
Tou indo tomar banho. Desculpa pelo jejum de posts!
Desculpa pelas subjetividades. Eu contaria o que está acontecendo REALMENTE, mas hoje não.

bjO.

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Quarta Feira 13

Tá tarde. Muito tarde. E eu não consigo dormir... Vou ficar lendo aquele livro que contrariadamente a Amanda me emprestou.
Depois de séculos eu postando de novo heim! É .. o que é que uma ponta de angústia não faz com uma pessoa. Tô com aquela sensação de perda, aquela que faz eu imaginar que tô perdendo todo mundo que eu amo. Loucura? Pode ser... começou hoje quando chegay em casa e receni a notícia de que meu pai vai pro Rio sexta e volta só daqui a um mês. E quantas coisas não podem acontecer em um mês.. Ai fiquei com aquela sensação HORRORÍVEL de que alguma coisa estava pra dar errado. De fato o ônibus quebrou, chegay 15 minutos atrasada, quis matar o Ronaldo (isso é normal), e fiquei com medo de vir embora. Tô aqui agora porque amanhã não vou na aula. Cedinho da vida estarei em Cruzeiro pra passar o dia todo lá fazendo merdanenhuma, pra depois voltar e ver meu pai de malas prontas pra ir pra um lugar que eu não conheço. De novo. E depois esperar ele voltar... Não gosto de ficar sem meu pai, é como se eu estivesse totalmente desprotegida... É como se nada mais fosse certo.
Aí pra finalizar ainda recebo um "Quando eu voltar precisamos conversar". Não que o orkut me permita definir o tom da coisa, mas coisa boa não parece ser. Tô pronta pro pior. Não há nada até hoje que eu não tenha superado, não acerdito que haja algo que ainda possa me atingir permanentemente.
A sensação continua...
Tá chovendo...
Tô com medo.


Manda, mudei o lay again. Caso não goste.. avisa que eu troco tá bem?
Bejo
Boa noite.

sábado, 2 de agosto de 2008

15 dias!

15 dias sem postar!
Como isso, né??
Mas, ow! Eu tou aqui... sempre e sempre..
Lembra? Quando a vida anda boa a gente esquece de escrever porque as palavras se tornam superficiais...
Claro, não que a vida ande aquela maravilha, mas sim.. quanto mais eu tento dizer, mais me torno uma chata... então, tou calando a boca.
Passei a semana fazendo ceninha, dizendo que não, aderindo a pose "estou machucada" e talz pra no último dia voltar atrás e tascar um beijão no meu homem... bom, tudo bem... superamos todos...
Nem ligo mais, tou bem com ele, mesmo que as coisas não estejam 100%, sabe...
Eu quero mais é que se dane, não quero mais ter que saber quem eu sou...
Eu sou isso e acabou.
E ele, bom, ele é tudo o que eu penso...


Volto em breve com os meus indispensáveis detalhes;

E Carol... perdoa, a carne é fraca, prometa ainda estar aí.
Te amo ;x