sexta-feira, 31 de outubro de 2008

.. Coisas que a gente escuta...

E outra noite que se vai
E eu não to correndo atrás
Quanto tempo já passou
E a gente nem se falou
Quanta coisa a gente faz
Depois quer voltar atrás
Outra noite que você
Passa e finge que nem vê
Não esconde o teu rancor
Quer tentar me enlouquecer
Quanta coisa a gente faz
Depois quer voltar atrás
Então me diz alguma coisa
Bate aqui de madrugada
Pra lembrar daquele tempo
Pra sempre ou só por um momento
Me dá um beijo na boca
E depois me leva pra tua casa
Perguntou por mim que eu sei
Olha por mim vai tudo bem
Disse que me viu passar por ai
E que eu não tava muito bem
Quanta coisa a gente faz
Depois quer voltar atras
Então me diz alguma coisa
Toca um Marley na viola
Pra lembrar daquele tempo
Pra sempre ou só por um momento
Me dá um beijo na boca
E depois me leva pra tua casa
Perguntou por mim que eu sei
Olha por mim vai tudo bem
Disse que me viu passar por ai
E que eu não tava muito bem
Quanta coisa a gente faz
Depois quer voltar atrás
Então me diz alguma coisa
Bate aqui de madrugada
Pra lembrar daquele tempo
Pra sempre ou só por um momento
Me dá um beijo na boca
E depois me leva pra tua casa

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Ai, faz tanto tempo que não posto decentemente.
Droga. Ontem até tentei, mas sabe quando tudo o que se escreve parece psicologia barata, plágio das idéias de alguém? Taí. Tenho me sentido muito assim ultimamente. Li num lugar que se sentir sem lugar é crise de identidade. Poxa, puta crise ferrenha então! Por vezes se encontrar é muito válido. Mas quer saber? Eu tou bem assim... perdida. Pelo menos não preciso dar satisfações à mãe nenhuma, pai nenhum, nem namorado nenhum (mesmo porque eu não tenho um). É, beleza de vida.
Ando muito light, por sinal. Pelo menos hoje. Sexta e sábado tive crises intermináveis de "estou sozinha sim! E não me venha com esse papinho!" e "me deixem sofrer em paz". Mas aí, quando a gente resolve olhar pro lado... quero dizer, pra rua, pra África, pra meninas mortas por namorados... você descobre que é um emocore em potencial.
É. Passei a manhã lendo a Alê, dando F5 nos e-mails e procurando pessoas interessantes nos contatos de MSN online (em vão).
Antes de acordar, jurei por Deus que se a Danielle estivesse online, eu a desbloquearia e falaria todas as verdades que fosse possível dizer. Ela não estava. E se estivesse, eu não faria nada disso. Só por hoje me lembrarei de que é perda de tempo. Uma GRANDE perda de tempo.
Estou feliz, mesmo não estando bem. Li uma coisa... tipo "eu sou feliz por mim mesma, e não há quem interfira em minha felicidade". Achei bonito. Resolvi tentar.
Ex, ex, ex namorado na cola. Alguém acredita nisso? Eu não acredito. Tá ligando, mandando mensagem, e-mail e dizendo coisas do tipo "destino traçado" e "eu sempre te amei".
Hoho. Poupe-me, sim? Que ridículo. Acho que permito porque acho engraçado. E porque faz bem pro meu Ego. Nada que me abale. Nem minimamente.
Carol e eu conversamos, decidimos que a Danny ainda não está merecendo a morte dolorosa que eu estava planejando e que se gelo não é o melhor pra ela, talvez uma conversa amigável venha a significar uma boa solução. Mesmo que a morte por espancamento, dolorosamente articulada, tenha me causado espasmos de prazer.
Agora pouco dei banho na Rô, a minha centenária de 15 anos. Coitadinha! Tinha que ver como ela oferecia pouquíssima resistência ao sabão no olho. Era quase como se não sentisse dor. A Rô chegou à um estágio muito superior a isso, sabe. Quase um Nirvana. Pobre Rô. Talvez o último sabãozinho no eye.
;P Mentira! Ela ainda viverá décadas!
Com ELE, tudo anda bem. Ele está meio estranho nos e-mails. Mas me ignore com esse tipo de comentário. Tá todo mundo CARECA de saber que eu tenho dessas coisas. Mas no geral tudo bem. Acho estranho ele sumir. E minha cabeça sempre trabalha. Ainda mais com tudo que se sabe dos homens e da capacidade absurda que a maioria deles tem de fazer a nós, mulheres de bem, loucas obsessivas.
Ah, mas pareço outra pessoa quando estou com ele. Eu não penso, eu apenas faço. E acredito, e entrego, e amo... E não tenho mais medo nenhum. E estou apenas ali. Entre os braços dele, aqueles braços que me apertam e parecem me amar também.
Mas aí quando eu saio de lá e dou uma olhadinha pra trás, não é mais aquela irracionalidade que eu encontro. É um mixto de solidão, amor sem correspondência, vazio, intensidade- muita intensidade e saudade do que nunca foi. Mas no fim, eu nunca me importei. Nunca.
Não escolho pertencer ou não àquele homem. Contrangedora e assustadoramente, é ele quem me escolhe ou não. É ele que diz ou não se quer que eu fique mais um segundo, algumas horas, dias, ou a vida inteira esperando por um olhar, um beijo, um abraço, alguns minutos de atenção.
E eu ainda não desisti de estar no controle. Juro que não. Dia atrás de dia, eu crio mantras e auto-sugestões conscientes e todo o tipo de coisas absurdas. Que se dane.
Que-se-dane!
Se quer saber, eu ando parecendo meio louca. Seriamente louca.
Francamente, que dera. Se um dia eu endoidar, saio rogando pragas e tacando pedras pelada no calçadão. Ai, me faz bem só pensar nisso.
Beijos de saudade.
;*

sábado, 25 de outubro de 2008

O silêncio também corrói.

Ai, frases que eu queria dizer:

Pra mãe: Pára!!!

Pro pai: Ande logo com isso.

Pro Juninho: Eu cuido de você.

Pro Cláudio: Eu te amo, mas tenho tanto medo.

Pro Thiago: Nunca mais fale comigo.

Pra Danny: É sério, sua cota de desaforos já atingiu um limite muito tolerante.

Pra Paula: Fale com o Paulo.

Pro Lucas: Devolva meu cabo USB e o meu CD do Power DVD. Ah, e pare de ser idiota.

Pra Xuxa: Você não é o Peter Pan.

Pro Caian: Você é o Homer?

Pra Priscila: Você não me engana. ;/

Pro Alluísio: Pare de me cutucar.

Pro Marcílio: Eu não desisti de matemática e acredite: VOU passar. Nem que isso implique seqüestar alguém da sua família.

Pro Ronaldo (de português): Uma estrelinha? Ah, me poupe, homem.

Pro Ronaldo (de TLBD, Redes, GSO e todo tipo de matérias que ele conseguir dar): Você não pode ser de verdade!

Pra Tia Meg: Tia, a senhora é massa! Jura que vai me adotar!? *-*

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

.. só pra constar.

Comecei um post mais fiquei com vergonha após ler a Alê.
Um conselho: Nunca abra o vígula e seu blog para postar. Você fica querendo MORRER depois.

domingo, 19 de outubro de 2008

desespero.com

Churrasco hoje em casa.
Mais ou menos umas 25 pessoas.
Tá chovendo!
E sente só o drama: Quem ia ajudar a dar a carne...SUMIU!

Churrasco do ovo, traga seu ovo e coma-o com vinagrete, arroz e salpicão...
É tudo o que temos!!!

ai caramba!

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

\õ/

Ai, e foi MUITO mais que perfeito. Foi, foi... Ah, não inventaram a palavra. foi, foi, foi.
E é só eu me descontrolar um pouquinho pra ficar sonhando acordada com aqueles olhos... com aquele cheiro tão esquecido. Como me faz bem... Eu quero me explodir de felicidade. Porque por 3 horas o mundo parou. Por 3 horas as coisas ficaram 100% boas de novo. E ainda estão. Amor que não tem tamanho. Quero ficar assim pra sempre.
Obrigada.

terça-feira, 7 de outubro de 2008

... oi!

"Sexo verbal não faz meu estilo, palavras são erros e os erros são seus.."
Erros, erros.
Tem tanta gente os comentendo.
E eu tou aqui... não estou imunizada não.
Tenho que ir na aula porque o Lucas cortou o cabelo e quer que eu veja.
Mas quer saber? Tou a fim não!
Hoje é terça-feira e passa aquelas coisas engraçadinhas na televisão.
Taí, vou me privar das aulas da ETE hoje.
ELE tá meio distante... é, ELE. Tá distante. E eu paranóica. Céus! Preciso ver o mundo! Nem bebi o suficiente sábado. E sim, a porra do fígado é meu.
Que droga.
Ai, eu tou tão chateada e chata ultimamente. Bom, a novidade da semana é que os meus pais vão se separar e eu não sei como me sinto a respeito. Esse assunto rola há anos mas só agora o meu pai decidiu tomar as rédias da situação e consultar um advogado. Bom, eu juro por Deus que prefiro não pensar nisso. A minha mãe tá um porre. Por essas semanas, andou triste, falou em tiros na cabeça e tudo o mais. Consultou meus avós do Além e lançou chantagens emocionais a torto e a direito. E é claro que o Júnior as compra.
Olha, eu sinceramente gosto de parecer insensível quando a dor está me corroendo.
E com ELE... ah, é com ele que eu quero estar. é nos braços dele que eu quero me perder... e ficar lá pra sempre. Ou até o fim do ano chegar e acabar com a minha felicidade.. me puxando à realidade de que fomos só um passatempo um para o outro. Um passatempo triste, sem cor... fantasiado. Mas eu estou é me empenhando pra que ele entenda que eu não sei o que tou fazendo. Apenas estou fazendo. E acho que ele tá entendendo.
Mas me confunde. Um dia, só atenções, o outro, some. Juro por Deus que não quero mais ser tão paranóica com assinaturas de e-mail e adicionais... Mas estou velha demais pra acreditar em contos de fada. E ele definitivamente não estava nos meus planos pra esse ano. Poxa vida! Eu tinha prometido não me apaixonar mais... nem ficar boba por mais ninguém!
\o/ que absurdo!

aff.
são as palavras.

domingo, 5 de outubro de 2008

Ai caramba!

3º dia sozinha. Depois da fase "Uhul eu posso tudo!", vem a fase "Nada pra fazer, ninguém pra encher o saco!".
Eu tô entrando em profunda depressão nessa casa abandonada! Tirando a Mallu que come TUDO o que encontra pela frente, e as cachorras que fazem barulho quando querem alguma coisa (puro interesse), não há uma santa alma nessa casa pra me fazer companhia! Hoje eu tirei o dia pra dormir! Acordei às 11 (meu sábado foi BEM conturbado!), arrumei tudo feliz e contente acreditando que minha mamãe chegaria pela tarde. Almocei direitinho, deitei e dormi! Forevermente até que o telefone toca e ela me diz que só vem amanhã cedo ¬¬. Dormi mais ainda!!! Acordei às 7 e descobri que não tinha nem trocado de roupa ainda! Dia inteiro largada num colchão esperando o mundo acabar num barranco pra que eu pudesse morrer encostada!
Agora tô aqui ouvindo músicas depressivas de um cd antigo de clipes da minha mãe, teclando e vendo a Mallu deitadinha no meio da sala(tão linda!) . Arrumei forças seiláeudeonde pra tomar um banho e fazer minha janta! Tá me dando um desespero absurdo ficar aqui sozinha! Mas também não sei se vou chamar alguém pra dormir aqui não. Umas confusões apenas...
Fim do ano chegando de novo e eu com mais uma decisão tomada. Campinas que me espere um pouco mais, tô indo pro Rio com meus pais.
É, depois de toda a campanha que eu fiz, mudei de idéia! Por puro comodismo, ou por medo de quebrar a cara cedo demais. Pelo simples fato de que eu quero ser FILHA um pouco mais. Se eu posso ter a vantagem de ter meus pais por perto mais um tempo, não tem porque dar de apressada e sair de casa sem um bom motivo aparente! Dificil vai ser deixar tudo pra trás.. dificil vai ser não sentir saudade de tudo isso que me fez tão eu.
Tô caindo no teclado! Não acredito que não é nem meia noite ainda e eu já tô me rendendo!
Boa noite Mundex!
Bejo minha Ruiva!
... reza pra que eu sobreviva a essa noite de puro tédio!

;O

Meu Deus! O que acontece com ELE hoje?
Acho que tou assustada. Quantas vezes será necessário dizer? Eu te amo sempre me pareceu suficiente.
Homens são mais complicados que mulheres. Eu tenho que dizer?
Céus! E qdo tudo parece bem... a confusão é com ele!
Francamente!