sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Venha que o que vem é PERFEIÇÃO.

Bom dia!
Depois do Tetris, você. Obrigada por ter ligado, sabe que me fez bem. Depois de desligar, lamentei que quando você morava aqui não nos lembrássemos muito do telefone.
Ah, bom, ontem ele veio aqui, nós ficamos juntos, ele tava tãããão legal. Foi embora às 21:00 e uns minutos depois chegou sms daquela mulher horrível. É fiquei, triste, brava, fula da vida! E não é pra ficar? Você tá na sua casa, tudo certinho e vem uma louca te encher a paciência e dizer que a sua vida não é como parece. Que droga. Ela me tira do sério. Muito mais porque ele já foi dela e eu não me sinto muito. Nunca me senti. Me envolver com pessoas complicadas sempre me complicou, não sei porque eu ainda faço isso. E eu agora tenho que fingir que não tenho feridas. Todo mundo tem feridas.
Mas gosto de pensar que tudo vai passar um dia, que tudo isso não é nada e que a dor é passageira. Que as coisas serão mais fáceis e as pessoas mais elegantes e sinceras. Quem foi que disse que a perfeição é ruim? Talvez seja verdade que tudo passe e que no final só reste você e você com você. Eu só queria voltar no começo e fazer umas mudanças. Queria ter sido melhor pra que ele me amasse antes e não sentisse necessidade de completar com outras. E esse lance de trair é muito difícil de se provar.
Vou ver se consigo aprender mais de química. Muuuuah.

Nenhum comentário: