segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Acho que é isso

Não adianta se importar em agradar quem não te agrada
Não adianta discutir com quem não vale a pena, da mesma forma que não adianta brigar por algo no qual não se acredita!

A vida é cheia de coisas das quais fazemos por simples obrigação! Lutamos por ideais que não são os nossos para parecermos normais ou mantermos nossos empregos. Fingimos ser quem nao somos pra agradar quem interessa, mas dessa forma desagradamos quem importa. Vivemos em um mundo que hipervaloriza a competição e nos ensina que pra ser feliz é preciso vencer na vida. Mas o que esse mesmo mundo considera vencer na vida?

Esse mundo louco considera vencer ter um bom emprego que te rouba a maior parte do seu tempo, um bom carro que te fornece status, uma família linda e unida, mesmo que seja só aparência, talvez você perca horas no congestionamento na volta pra casa, mas isso é normal. Não entendo certas "normalidades" desse mundo. Talvez eu simplesmente não seja "normal".

No meu mundo particular vencer na vida significa ter um emprego que te permita descansar e sobreviver, ter tempo pra assistir a um por do sol, ter tempo pra um filme com a pessoa amada ou simplesmente ter tempo pra "fofocar" com os amigos. Poder presenciar o momento de uma criança, quem sabe meu filho, começando a andar, poder curtir um bom livro deitado em uma rede de vez em quando. Sabe, queria simplesmente fazer o que me deixa feliz. É, no meu mundo a felicidade não vem de "vencer na vida", vem de pequenas coisas como um abraço, uma música, um beijo, um sorriso, um momento... Talvez isso também seja vencer, mas vencer ao meu modo. Vencer meus medos, minhas angústias, vencer o tempo... O tempo, esse nosso vilão, não digo pelas rugas ou cabelos brancos que ele traz. Digo pela incerteza de nossa permanência na Terra. Pensando nele percebo como o "vencer na vida" desse mundo louco é equivocado. Como posso esperar pra ser feliz apenas quando tiver realizado todas as "obrigações", emprego bom, carrão do momento, família linda e unida, quero ser feliz agora e em todo o momento!!! Não sei quando o meu tempo irá esgotar-se.

Acho que no fim o que importa são os momentos de felicidade ao lado das pessoas de quem mais se gosta! Não tenha medo de amar, errar e se arriscar. Sei que é fácil dizer, mas bem mais difícil de cumprir. Mas quem disse que a busca pela felicidade seria fácil? ela pode ser difícil, mas com certeza vale a pena!


Crislei S. Silva

3 comentários:

Sagitária disse...

Adorei o post Cris, profundo, intenso e nos faz realmente refletir. Eu também as vezes gostaria de um emprego que me permitisse mais tempo para mim e para outras coisas que me importam.
Bjos querida!

Crislei disse...

Obrigada Sagitária!
Eu sei que muita gente quer isso, mas quem disse que a gente consegue? Sempre queremos mais! Fazer oq né? hsiuaha

beijos!

Andrômeda disse...

Super concordo, Cris! É uma insistência em nos ensinar o que temos que ter para sermos felizes... sim, porque felicidade se tornou um sinônimo de possuir algo,de viver como se espera que você viva... quase não sobra espaço pro que a gente REALMENTE quer