domingo, 27 de fevereiro de 2011

Trabalho de Português da minha irmã

                                                        Caroline
Meu trabalho é sobre a minha irmã, estou totalmente sem criatividade mais vamos ver o que sai... Carol a minha irmã mais velha totalmente LOCA, ela me faz rir em todas as horas, é ciumenta e super necessitada de atenção, é protetora e amiga, ela me ensina muitas coisas e me ajuda a me arrumar e me manter organizada (coisa que eu não sou naturalmente) Adora me dar broncas e me chamar atenção com o garfo e tal, é meio chato no começo mas eu já me acostumei, é a pessoa mais linda que eu conheço, se eu for metade do que ela é hoje, eu já to feliz, trabalhadora, esforçada, diferente, engraçada, estudiosa, meu ponto seguro que não troco por nada.
As vezes me culpo por ela não ter toda atenção que devia,depois que a nossa mãe morreu ela pareceu não ser filha dela, foi colocada no lugar da minha mãe mais só Deus sabe como elas são diferentes e como são tão parecidas...é podo parecer uma confusão geral mais é assim que se resume a minha família CONFUSÃO os perfis psicológicos dela são totalmente indescritíveis. Às vezes quando ela ta de bom humor é demais, a gente ri, faz festa chora de tanto da risada,quando ela ta de mau humor a gente mal conversa, mais da pra ficar feliz. Nunca vi uma pessoa que é tão valente e lutadora como ela, nunca desistiu de realizar seus sonhos e de seguir em frente de cabeça erguida em situação de dificuldade eu nunca vi a minha irmã dizer que acabou, ela sempre aprende uma coisa nova e não deixa de lutar pelo o que quer,é muita coisa pra falar mais resumo em um pequeno texto “continua assim meio loca e totalmente retardada, Cah quero que vooc’ saiba que você é meu exemplo e vou telo pela vida toda como uma linda mulher que sabe o que quer e vai atrás de seus sonhos pois não vai esperar ninguém fazer por você” é assim que eu vejo a minha irmã mais velha, quer dizer meu exemplo de vida, que eu vou seguir por toda a minha existência e passarei para os meus filhos que você foi uma das grandes mulheres que já pode existir, você é INSUBISTITUIVEL  pra mim.... Saiba que                     EU AMO VOOC’

                                Fim

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Despedida

Estou me despedindo, despedindo de mim mesma,
me despedindo do que eu me tornei, desse meu novo eu que ja nao suporto mais conviver
Quero que volte meu antigo eu , aquele que sabe viver, sabe aproveitar as coisas que a vida tem a oferecer
Aquele antigo eu que nao se importa com as opnioes negativas que as pessoas tem a respeito dele 
Querem conhecer a nova Rafaela? bem ela será apresentada a voces nos proximos posts

obs: Agora postarei mas assiduamente 

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

A impontualidade do amor

Você está sozinho. Você e a torcida do Flamengo. Em frente a tevê, devora dois pacotes de Doritos enquanto espera o telefone tocar. Bem que podia ser hoje, bem que podia ser agora, um amor novinho em folha.

Trimmm! É sua mãe, quem mais poderia ser? Amor nenhum faz chamadas por telepatia. Amor não atende com hora marcada. Ele pode chegar antes do esperado e encontrar você numa fase galinha, sem disposição para relacionamentos sérios. Ele passa batido e você nem aí. Ou pode chegar tarde demais e encontrar você desiludido da vida, desconfiado, cheio de olheiras. O amor dá meia-volta, volver. Por que o amor nunca chega na hora certa?

Agora, por exemplo, que você está de banho tomado e camisa jeans. Agora que você está empregado, lavou o carro e está com grana para um cinema. Agora que você pintou o apartamento, ganhou um porta-retrato e começou a gostar de jazz. Agora que você está com o coração às moscas e morrendo de frio.

O amor aparece quando menos se espera e de onde menos se imagina. Você passa uma festa inteira hipnotizado por alguém que nem lhe enxerga, e mal repara em outro alguém que só tem olhos pra você. Ou então fica arrasado porque não foi pra praia no final de semana. Toda a sua turma está lá, azarando-se uns aos outros. Sentindo-se um ET perdido na cidade grande, você busca refúgio numa locadora de vídeo, sem prever que ali mesmo, na locadora, irá encontrar a pessoa que dará sentido a sua vida. O amor é que nem tesourinha de unhas, nunca está onde a gente pensa.

O jeito é direcionar o radar para norte, sul, leste e oeste. Seu amor pode estar no corredor de um supermercado, pode estar impaciente na fila de um banco, pode estar pechinchando numa livraria, pode estar cantarolando sozinho dentro de um carro. Pode estar aqui mesmo, no computador, dando o maior mole. O amor está em todos os lugares, você que não procura direito.

A primeira lição está dada: o amor é onipresente. Agora a segunda: mas é imprevisível. Jamais espere ouvir "eu te amo" num jantar à luz de velas, no dia dos namorados. Ou receber flores logo após a primeira transa. O amor odeia clichês. Você vai ouvir "eu te amo" numa terça-feira, às quatro da tarde, depois de uma discussão, e as flores vão chegar no dia que você tirar carteira de motorista, depois de aprovado no teste de baliza. Idealizar é sofrer. Amar é surpreender.

Martha Medeiros

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Momento “Deprê”!


Amanhã começa tudo outra vez, estagio, ônibus lotado que não para, ter que ir direto pra faculdade e sempre uma chuvinha de vez em quando pra ajudar.
Esse ano vai ser tenso na faculdade, Deus vai ter que me dar muita força porque eu já estou desesperada só de pensar. Passou tão rápido, já estou no 3º ano, meu Deus como os anos passaram rápido. E agora heis-me aqui, ano em que os alunos de Rádio e Tv organizam um evento chamado Comunicação em Destaque, ano em que se começa a parte científica do tão temido TCC. É crescer se torna cada dia mais difícil, pois esse ano também é o ultimo ano de estágio. Já estou pensando no que vou fazer depois, medo de me formar, e ficar parada.
Sei lá, eu planejo tanto, tanto, tanto, que parece que eu nunca saio do lugar, ando me cansando de planejar, queria tanto ver acontecer.
Pelo menos em meio a todo esse desanimo, tenho alguém que caminho comigo, e não podia deixar de encerrar esse post dizendo que hoje, completo 11 meses de namoro, outra coisa que passou super rápido também. E já estou chorando de saudades, sei que esse ano vai ser difícil, e só o amor vai poder fortalecer tudo isso. Mas tudo que acontece hoje tem um reflexo amanhã então creio que todo sacrifício valerá a pena.
Daqui pra frente vai ter muitos posts de desespero, stresse, raiva, tristeza, mas como diz minha amiga Caroline, esses são os melhores, mas também virá posts de muitas conquistas, alegrias, ideias... enfim é isso. Pra todos os estudantes universitários um bom retorno às aula.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Volta às aulas e rede de amigos

Aquele clima maravilhoso de volta às aulas no ar. Não, não está não! Estes professores esse semestre já chegaram apavorando, projetos intediscilinares, trabalhos pra próxima semana! Uma loucura.

Fora isso anda tudo relativamente bem e se tudo correr bem em breve deixarei de estar desempregada! =D
Falando nessa questão de desemprego deixa eu falar de uma coisa importante pra arrumar um emprego. Tenha uma boa relação com as pessoas que o cercam, seja amigável, pois eles algum dia poderão lembrar-se de você e te indicar pra uma vaga. A nossa rede de amigos atualmente anda sendo de papel fundamental no campo profissional. O famoso QI (quem indica) anda bem forte, quando há abertura de vagas no quadro de funcionários eles costumam pedir alguma indicação de funcionários considerados por ele bons.

Deixada minha dica, fico por aqui! Mas prometo voltar em breve com novos posts. Estou com algumas ideias aqui na minha caxola! ;)

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Você diz...

Você diz que ama a chuva, mas você abre seu guarda-chuva quando chove. Você diz que ama o sol, mas você procura um ponto de sombra quando o sol brilha. Você diz que ama o vento, mas você fecha as janelas quando o vento sopra. É por isso que eu tenho medo. Você também diz que me ama.“

(William Shakespeare)