quinta-feira, 20 de setembro de 2012

I wanna be

“Eu quero é ser o melhor que você merece. E de tudo que posso ser pra você, eu só pediria que nunca fugisse de mim. Eu irei segurar sua mão como quem segura a mão de alguém que esteja pendurado sobre um barranco. E de nenhuma forma te prender, mas sentir medo de te perder. E esperar suas mudanças naturalmente sem forçar você. Roubar mil beijos seus, quando você decidir ter alguma crise de raiva, tentar te acalmar e ser incapaz de causar algum sofrimento a você. E eu não somente diria que canta mal como cantaria com você. E quando você decidir falar demais, que eu debruçe sua cabeça no meu ombro e escute tudo que tem a dizer. E, quando for desastrada, que haja fôlego para não morrermos de tanto rir. E que você sinta vontade de precisar de mim, mas não só quando houver necessidade, que você sinta isso mesmo tendo passado um dia inteiro comigo. E que você suporte os meus defeitos e se sinta orgulhoso das minhas qualidades. Eu quero sempre encontrar você, seja lá onde você estiver, e que eu consiga ser o seu perfeito, mesmo sendo imperfeito.”

(Face do amigo Gê)

domingo, 16 de setembro de 2012

Bem mais que o tempo que nós perdemos...

Embora o tempo passe rápido demais, cruel demais e sem nos dar a chance de pensar duas vezes antes de nos agarrar as oportunidades, eu gosto de pensar que existe um lugar em que as coisas cntinuam calmas, serenas e que eu ainda posso ter 16 anos e falar das loucuras que essas tantas voltas de mundo causam na minha humilde existência.
Eu sinto todos os dias a necessidade de viver mais, de ser mais, de buscar mais...
Depois de tantos anos eu vejo que eu sempre fui esse incompleto, sou uma busca incessante pelo desconhecido, sou um desejo incontrolável de ter o mais simples de ser o mais intenso... de cicatrizar minhas feridas e me reinventar pra recomeçar minha busca.
Não perdi minha essência como pensei que havia. A verdade é que eu só somei fragrâncias.

Desencantos



Se eu for falar pra vocês como eu me sinto hoje apenas sairiam palavras amargas mas vou tentar não levar muito para esse lado (isso não é uma promessa, apenas uma tentativa que eu temo ser frustrada). Termino de namoro é sempre muito sofrido e dessa vez não foi diferente. Falar que encontrou o amor da minha vida parece um exagero nesse momento. Bom acho que me iludi por algum tempo com isso, eu me sentia feliz, me sentia completa me sentia amada, e agora o que me resta é apenas a decepção.
Se uma pessoa diz amar a outra porque trair? Não digo traição apenas física, mas a intenção de fazê-lo e não ser feito por falta de oportunidade talvez.
Ainda estou tentando reorganizar as coisas na minha mente, entender tudo que está acontecendo. Não gostaria que as coisas fossem assim, queria apenas que as coisas ficassem bem e que podessemos nos entender. Fui conquistada por alguem que me surpreendia, que me dava carinho, que gostava das coisas que eu falava, das minhas maluquices, e até apreciava os meus defeitos. Será que tinha realmente que acabar assim?

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Aperto no coração

Sensação ruim quando a gente descobre que alguém que cresceu com a gente morre aos 21 anos, sem ter vivido nada desta vida, sem ter aproveitado.

Aquela pessoa que poucas vezes na vida viajou pra longe, que passou grande parte da vida num bairro pequeno.

Nestas horas eu percebo o quanto a vida pode ser curta e como não podemos perder as oportunidades que a vida nos oferece, não sei mais o que dizer desta situação, mas precisava só desabafar... :(